A robustez do chassi MAN e a consagrada cabine da família VW Constellation chegam à 21ª edição da Fenatran combinadas num protótipo único: o VW Constellation 33.440 Tractor.

O projeto é o pioneiro a utilizar, de forma intensificada, a sinergia da holding VW Truck & Bus, reunindo a engenharia brasileira e a alemã na busca da melhor solução para uma aplicação tipicamente brasileira, nos segmentos canavieiro, para o transporte da cana-de-açúcar do campo para a usina, e no madeireiro, para levar toras de madeira reflorestada.

O resultado é um modelo sob medida para trechos fora de estrada, com grande capacidade de carga, robustez do chassi e conforto na operação.

Outra característica são os eixos traseiros com redução no cubo, o que torna este protótipo mais robusto e ideal para aplicações com alto desempenho no transporte pesado.

O motor MAN D2676 gera 440 cv de potência e 2.200 Nm de torque. A transmissão automatizada é ZF, com 16 velocidades. A capacidade do tanque de combustível, de 515 litros, é adequada à operação e o CMT é de 125 toneladas.

Os freios contam com tambor nas rodas dianteiras e traseiras, ampliando a durabilidade nos trechos de poeira e terra batida, com a segurança dos sistemas ABS (que evita que a roda bloqueie quando o pedal de freio é pisado fortemente e entre em derrapagem), EBD (funciona em conjunto com o sistema ABS e tem a função de distribuir a força de frenagem entre as rodas do veículo), ATC (que evita o patinamento das rodas) e EasyStart, de auxílio de partida em terrenos com subida.

Conforto a toda prova: VW Constellation 25.420 é apresentado com suspensão pneumática

A VW Caminhões e Ônibus traz uma grande novidade para as cargas sensíveis e otimizadas, com o pré-lançamento do VW Constellation 25.420 com suspensão pneumática.

Com suspensão traseira pneumática full air, conta com oito bolsões com suspensor eletropneumático do eixo auxiliar e sistema eletrônico de controle de nível. O resultado é um veículo ideal para atender a demanda de cargas sensíveis, que necessitam de maior conforto no transporte.

Outra novidade que compõe esse conjunto é o eixo de apoio do tipo Pusher, posicionado à frente do eixo de tração, e com distância entre eixo de 2.800 mm para atender à demanda de 30 pallets para a configuração de semirreboque três eixos convencionais ou espaçados (Vanderléia).

Mesmo com entre eixo menor, a opção com suspensão pneumática conta com a mesma capacidade do tanque de combustível do consagrado VW Constellation 25.420 6x2 (615 litros), garantindo a melhor produtividade.

A motorização é Cummins ISL de 420 cv de potência e 1.850 Nm de torque. A transmissão automatizada é ZF de 16 velocidades e o PBTC chega a 53 toneladas ou CMT de 57 toneladas.

O veículo conta também com a opção de balança embarcada, sistema que realiza a leitura da carga nos eixos, apresentando os valores em um display localizado na cabine do motorista.

Além da leitura da carga nos eixos, o veículo conta com opções de auxílio ao motorista durante a operação, como a otimização da tração do veículo, da distribuição da carga nos eixos e ajuste da altura da quinta roda para facilitar as operações de acoplamento do reboque.
 
VW Constellation 17.280 Tractor potencializa eficiência com versão 4x2 sem Arla 32

A grande competitividade do mercado brasileiro leva os transportadores de carga a buscarem cada vez mais eficiência na operação. Uma das aplicações que mais crescem ultimamente é a utilização do cavalo mecânico 4x2 atrelado a semirreboques de dois eixos para segmentos como cargas gerais, carga seca e os hortifrutigranjeiros. Para atender a esta crescente demanda do mercado, a VW Caminhões apresenta o Constellation 17.280 Tractor.

O lançamento é versátil e proporciona diversas vantagens ao cliente, sendo a principal o motor MAN D08 que dispensa o uso do Arla 32, único cavalo mecânico do mercado com essa característica. Com 280 cv de potência, o propulsor traz sistema de injeção Common-rail, o mais moderno, preciso e mais simples, com maior facilidade na manutenção.

O elevado torque máximo numa ampla faixa de rotações proporciona menos trocas de marchas e maior capacidade de manutenção da velocidade em rampa.

A transmissão manual de 9 velocidades sincronizadas garante as melhores condições para encontrar a marcha mais adequada para cada situação de operação e eleva a economia de combustível.

O freio de cabeçote EVB é outro destaque, reduzindo a necessidade de utilização dos freios de serviço, os custos de manutenção e, ao mesmo tempo, ampliando a segurança na operação e a durabilidade dos componentes do freio de serviço.

A tara do veículo é reduzida, com a vantagem de aumentar a capacidade de carga transportada por viagem e diminuir o custo por tonelada transportada.

MAN TGX 29.480 Crossover: robustez e sofisticação de automóvel de luxo

Destinado a aplicações mistas, que demandam rodagem em rodovias e trechos off-road, o TGX Crossover alia a confiabilidade e robustez dos cavalos-mecânicos MAN às demandas específicas dos setores madeireiro e canavieiro.

Ideal para aplicações rodoviárias de longas distâncias e que necessitem de velocidade média superior com PBTC até 74 toneladas, proporciona viagens mais confortáveis, com o que há de mais moderno e sofisticado em transporte de cargas, com níveis de conforto e segurança comparáveis aos de um automóvel de luxo.

Com elevação na suspensão dianteira e traseira, troca da quinta roda e instalação de um kit que engloba componentes como protetores de farol, suportes especiais de amortecedores, proteção aos radiadores, entre outros, o MAN TGX 29.480 Crossover traz ainda cabine espaçosa, que oferece excelente nível de conforto para o motorista. A suspensão da cabine com 4 bolsões pneumáticos minimiza a transferência da vibração do piso para o interior da cabine.

Os veículos agregam também novo sistema de iluminação para atender à legislação atual e gerar economia ao cliente. O tradicional símbolo do leão que marca os caminhões MAN está com um fundo negro para ressaltar seus traços e robustez. Na parte interna, o volante também tem novo visual para agregar a mudança no logotipo, nos mesmos moldes do painel da grade frontal.

Cores claras compõem o interior da cabine para o maior conforto do motorista. O marfim é a tonalidade que predomina o painel de instrumentos, revestimentos e portas, além das cortinas. As mudanças proporcionam um ambiente mais leve para profissionais que passam horas de seu dia dentro da cabine.

« Home